Tipos de investimentos financeiros

Existem diferentes tipos de investimentos disponíveis no mercado financeiro, que podem ser classificados conforme o perfil de quem deseja investir.

Para isso, é preciso considerar que existem duas classificações principais que se encaixam os investimentos:

Renda fixa: são investimentos em que os rendimentos são conhecidos desde o início, por um indexador, como é o caso da tradicional poupança.

Renda variável: são investimentos em que seus rendimentos serão incertos quando aplicado o capital, como ao se adquirirem ações de uma empresa.

Considerando estas duas classificações é possível perceber que a renda fixa é mais segura e feita para investidores mais conservadores, enquanto os de renda variável para investidores que se arriscam mais.

Investimentos em renda fixa

Caderneta de poupança

A poupança é um investimento simples em que uma taxa de remuneração mensal é aplicada sobre o capital investido. Pode ser feito em qualquer agência bancária, através de uma conta.

CDB - Certificado de Depósito Bancário

Os CDBs são emitidos pelos bancos como uma forma de arrecadar fundos, em troca de uma remuneração ao investidor.

O investimento é feito sob consulta em agências bancárias, sendo notável que instituições menores, oferecem taxas de juros maiores, o que oferece maior rendimento a quem aplica.

Entenda mais como funcionam os CDBs.

RDB - Recibo de Depósito Bancário

Os RDBs funcionam de maneira semelhante aos CDBs, com a diferença de que neste não é possível retirar o dinheiro investido antes do tempo.

LCI - Letra de Crédito Imobiliário

As LCIs são investimentos angariados pelos bancos, em que o capital se destina ao setor imobiliário, tornando-se mais uma oportunidade de investimento.

LCA - Letra de Crédito do Agronegócio

As LCAs se aplicam da mesma maneira que as LCIs, com a diferença de que a instituição financeira irá destinar o capital para fundos do agronegócio.

Diferente dos CDBs, estas Letras de Crédito não possuem incidência de Imposto de Renda, o que pode ser mais vantajoso, dependendo das taxas de rentabilidades.

Entenda mais como funcionam as LCIs e as LCAs.

LC - Letra de Câmbio

As Letras de Câmbio são títulos de créditos oferecidos em diferentes partes do mercado, que funciona como uma forma de empréstimo a consumidores.

Por outro lado, existe a arrecadação de fundos por parte das financeiras, que oferecem boas rentabilidades para quem investe.

Saiba mais sobre o funcionamento das Letras de Câmbio.

Tesouro Direto

Os investimentos em Tesouro é uma forma de arrecadação de fundos praticada pelo governo, através de títulos públicos.

A rentabilidade destes títulos podem estar atreladas à inflação, por meio do IPCA, à taxa básica de juros Selic ou em uma taxa prefixada.

Fundos de investimento

Os fundos de investimentos são meios coletivos de aplicações, que podem ser considerados de renda fixa quando se destinam a aplicações mais conservadoras, como os CDBs, por exemplo.

Após aplicados, os fundos ficam a cargo de um gestor que utiliza estratégias de investimentos, e no caso dos fundos de renda fixa, a maior parte do capital é aplicado onde o rendimento é fixado.

Debêntures

As debêntures é a forma como as companhias arrecadam fundos de investidores, como uma forma de empréstimo, em um capital que é utilizado em suas atividades.

Estes títulos de dívidas são emitidos diretamente pelas empresas, que remuneram os juros para o investimento.

COE - Certificado de Operações Estruturadas

O COE é um tipo de investimento financeiro que combina produtos de renda fixa com os de renda variável.

Este funciona como os fundos de investimentos, com a vantagem de que o imposto de renda é cobrado somente no resgate do capital, pela tabela regressiva.

Investimentos em renda variável

Ações

As ações são um dos investimentos mais conhecidos da renda variável. Por ela, o investidor adquire parte do capital de uma empresa onde se torna um acionista, recebendo em troca partes do lucro do período.

O investimento em ações acontece na bolsa de valores, através de corretoras, que comercializam ações de empresas de capital aberto. Também é possível adquirir ações de capital fechado diretamente com a empresa, o que é algo mais difícil de acontecer.

Entenda melhor como funciona a Bolsa de Valores.

Fundos de ações

Uma outra forma de investir em ações é através de Fundos de investimentos, onde é possível adquirir ações de diferentes empresas de uma maneira mais simplificada.

O investimento em fundos de ações é feito por corretoras, onde o capital é aplicado e administrado por gestores.

Fundos multimercados

Nestes fundos o investimento é mais amplo, operado entre diferentes tipos de ativos ao mesmo tempo, sejam por ações, investimentos em renda fixa, derivativos, moedas estrangeiras, entre outros.

O capital é administrado pelas corretoras, que formulam diferentes tipos de estratégias para o rendimento do investidor.

Fundos imobiliários

O fundo imobiliário destina o capital investido ao mercado imobiliário, comercializado através de cotas pelos imóveis disponíveis no fundo.

Uma das vantagens está na isenção de imposto de renda pelos rendimentos que o investimento gera durante o tempo.

Derivativos

No mercado de derivativos existem diferentes produtos financeiros que "derivam", em seus rendimentos, de outros produtos, como o mercado de opções de câmbio em dólar, que variam com a variação das cotações da moeda internacional.

Uma grande parte deste mercado está presente na Bovespa, a bolsa de São Paulo, que reúne investidores que procuram operações de proteção, conhecidas como hegde.

Saiba mais sobre como funcionam as estratégias de Hedging.

Tipos de empresas do Brasil Tipos de investimentos financeirosTipos de liderança