Bolsa de valores

O que é a Bolsa de Valores?

A Bolsa de Valores é um mercado onde se concentram as compras e vendas de ações e títulos que são disponibilizados por empresas de capital aberto.

As ações são pequenas partes que as empresas colocam a venda, em troca de um investimento em suas atividades. Os investidores, conhecidos por acionistas, passam a ser donos da parte que adquirem. Para isso é que existe a Bolsa de Valores, local onde essas negociações acontecem.

Bolsa de Valores no Brasil

A Bolsa de Valores no Brasil é atualmente denominada B3 e está presente na cidade de São Paulo mais conhecida como BM&FBOVESPA, junção de Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F) e Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa).

A Bovespa possui um indicador de desempenho conhecido por Ibovespa, que mede o volume agregado das empresas que possuem o maior volume de negócios da Bolsa.

Você pode saber mais sobre o que é o Índice Bovespa (Ibovespa).

Como funciona a Bolsa de Valores

Na Bolsa de Valores as ações são comercializadas por empresas como forma de arrecadarem fundos para investimento próprio. Isso acontece no chamado Mercado Primário, ou seja, onde se originam as ações de uma empresa.

Depois de "vendidas" as ações são negociáveis, por isso, quem adquiriu uma ação e esta tiver aumentado seu valor de cotação, é possível fazer uma "revenda" a outros investidores que estiverem interessados, na Bolsa.

A relação entre investidores somente é possível por meio de corretoras de valores, que possuem autorização e registro na Bolsa, e divulgam as ofertas de ações, como também títulos ou fundos.

Além de ações, a Bolsa também comercializa outros investimentos, como os de renda fixa, mercadorias (Commodities) e Títulos.

Os principais objetivos de uma Bolsa são de manter um local de reunião adequado para compradores e vendedores, além de manter a segurança e transparência às ações transacionadas.

Como investir em ações na Bolsa de Valores

Para investir em algum produto da Bolsa é preciso ter uma conta em uma corretora de valores ou em um banco. É por estes meios que podemos realizar as transações de compra e venda das ações.

As ações são investimentos de renda variável, o que pode gerar desde lucros a prejuízos. Além disso existem dois tipos de ações: Ordinárias (ON), onde os acionistas possuem direito de voto em assembleias da empresa e a Preferencial (PN), que não possuem direito ao voto, mas possuem preferência no recebimento de dividendos.

Com os lucros da empresa, os acionistas recebem os dividendos. Da mesma maneira é possível vender as ações quando o preço estiver acima do que foi comprado. 

Com isso é possível seguir os passos a seguir para começar a adquirir ações na Bolsa:

1. Abra uma conta em uma corretora ou banco

O primeiro passo é abrir uma conta para que possam ser feitas as transações de compra e venda de ações. Após aberta a conta, a corretora inscreve o investidor na Bolsa.

2. Realize as transações e acompanhe pelo Home Broker

Atualmente as corretoras disponibilizam o Home Broker, um sistema em que é possível realizar as transações pelo computador, de forma rápida e segura, além de poder acompanhar o ritmo dos investimentos.

3. Esteja sempre atento aos riscos

Investir em renda variável é um trabalho que requer muita atenção, pois existe a chance de perder muito dinheiro com ações. É recomendado que você sempre esteja estudando e se preparando, já que este é o perfil dos melhores investidores da Bolsa.

Custos operacionais dos investimentos em ações

Ao investir em ações através de uma corretora, existirão custos operacionais que podem reduzir a rentabilidade do investimento.

  • Taxa de corretagem: cobrada pelas corretoras para que realizem as transações;
  • Taxa de emolumento: cobrada pela Bovespa e CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia) para cada tipo de operação;
  • Taxa de custódia: esta taxa é cobrada pela CBLC para guardar as ações.

Além destas existe também a taxa de Imposto de Renda, devido à rentabilidade das ações, principalmente quando são vendidas. O IR neste caso não é retido na fonte, sendo necessário aparecer na declaração.

Conheça, também, outras formas de investimento como: CDB - Certificado de Depósito BancárioLCIs e LCAs e Letras de Câmbio.

Benchmarking Bolsa de valoresBRIC