O que é um investimento em renda fixa?

Um investimento em renda fixa é aquele em que o rendimento é fixado por algum indexador e a rentabilidade pode ser previsível enquanto o dinheiro está aplicado.

Este tipo de investimento é conhecido por possuir menores riscos associados, quando comparados aos de renda variável.

O exemplo mais comum de renda fixa é a tradicional poupança, onde o dinheiro guardado rende a uma taxa oferecida pelo banco.

Como funciona o investimento em renda fixa

Nos investimentos em renda fixa as regras de remuneração são definidas no momento da aplicação, por fatores como os prazos e as taxas para o rendimento.

De maneira simples, o investimento em renda fixa funciona como um empréstimo que o investidor faz a alguma instituição, onde recebe, depois do prazo estabelecido, seu capital acrescido de juros.

As instituições privadas utilizam o capital para reinvestir no setor financeiro, enquanto que o governo utiliza o capital em investimentos públicos.

Esta remuneração é conhecida por quem investe, sendo que a renda fixa é baseada em dois tipos de rendimentos:

  • Prefixado: o dinheiro investido rende a uma taxa exata;
  • Pós-fixado: o dinheiro investido rende a uma taxa que é variável, por isso, o investidor apenas conhece o valor inteiro ao final.

Um investimento prefixado muito conhecido é o Tesouro Prefixado, onde o rendimento é conhecido desde o início da aplicação. Já o Tesouro Selic, por exemplo, o rendimento depende de um indexador, que neste caso é a taxa básica de juros do Brasil.

Tipos de investimentos em renda fixa

Além da poupança oferecida pelos bancos, existem diferentes tipos de investimentos em renda fixa, como:

  • CDB - Certificado de Depósito Bancário;
  • LCI e LCA - Letras de Crédito Imobiliário e do Agronegócio;
  • LC - Letra de Câmbio;
  • Tesouro Direto;
  • Debêntures;
  • Fundos de renda fixa.

A remuneração que estes investimentos proporcionam podem variar conforme o mercado em que o dinheiro se destina, e além disso, os impostos que incidem sobre cada um deles.

É preciso lembrar que em alguns destes investimentos não existe cobrança de imposto de renda, como é o caso das LCIs e LCAs.

Vantagens e Desvantagens da renda fixa

Ter um investimento em renda fixa pode ser vantajoso para investidores mais conservadores, que são avessos aos riscos.

Além disso, alguns investimentos oferecem uma proteção ao risco de crédito através do Fundo Garantidor de Créditos (FGC), onde há um ressarcimento de até R$ 250 mil no caso da instituição financeira, onde o dinheiro foi aplicado, declarar falência.

Um investimento em renda fixa, porém, pode não render quanto uma aplicação em renda variável, como o caso das ações da bolsa, por exemplo.

Você pode saber mais sobre como funciona o investimento em renda variável.

Regressão linear O que é um investimento em renda fixa?O que é renda variável?