O que são e como funcionam os fundos de investimentos

O que é um fundo de investimento?

Um fundo de investimento é um meio de realizar aplicações financeiras de modo coletivo. O dinheiro aplicado fica sob o comando de um gestor, que por sua vez, realiza aplicações rentáveis para o fundo.

Ao participar de um fundo de investimento o investidor passa a ter uma carteira que contém diversos tipos de ativos, o que gera sua rentabilidade por um modelo mais diversificado.

Como funciona e como investir

Os fundos são divididos em cotas, que são pequenas partes que dividem o patrimônio de um fundo, e para investir será preciso adquirir pelo menos uma destas cotas.

Todo o capital é administrado por uma financeira responsável, por meio de gestores especializados, que realizam investimentos em ativos financeiros com o perfil do fundo.

Existem diferentes tipos de fundos de investimentos, desde mais conservadores, quando o capital do fundo é destinado a títulos de baixo risco, até os mais agressivos, quando toma riscos mais elevados em busca de maior rentabilidade.

Uma das formas mais fáceis de investir em fundos é procurá-los na bolsa de valores e aplicar o dinheiro através de uma corretora.

Melhores fundos de investimentos para cada perfil

Além do perfil de cada investimento, os fundos se diferenciam pelos tipos que são disponibilizados e registrados na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Os mais comuns são apresentados abaixo.

Fundo de Renda Fixa

Os fundos de renda fixa são indicados para investidores mais conservadores, que procuram riscos menores, já que as cotas são destinadas a títulos de renda fixa com taxas pré ou pós-fixadas.

Aos planos com taxas prefixadas, o rendimento pode ser conhecido no momento de aplicação. Já o fundo pós-fixado o rendimento está ligado a um índice variável, como a taxa Selic, por exemplo.

Entenda melhor o que é um investimento em renda fixa.

Fundo de Ações

Nos fundos de ações, os gestores utilizam o capital para compra de ações da bolsa de valores, que geram rendimentos aos cotistas.

É considerado um fundo de risco maior, por isso, é recomendado para investidores que se arriscam mais em troca de maiores rentabilidades.

Fundo Multimercado

Neste fundo as aplicações se destinam a diferentes tipos de investimentos, tomando formas conservadoras e agressivas conforme a gestão do fundo. O capital do fundo pode estar partes investido em ações e outra parte em renda fixa, por exemplo.

Outros tipos de fundos

No mundo financeiro são conhecidos outros tipos de fundos que são formados, como:

  • Fundos referenciados, em que se encontram os famosos fundos DI, por exemplo;
  • Fundos cambiais, onde a rentabilidade é atrelada a variações de preços de uma moeda estrangeira ou a taxas de juros;
  • Fundos de curto prazo, que se destinam a investimentos conservadores, como títulos públicos, aplicados em curto prazo;
  • Fundos imobiliários, em que a cota adquirida faz parte do mercado imobiliário e tem sua rentabilidade ligada ao negócio;
  • Entre outros.

Fique a conhecer as aplicações financeiras mais rentáveis para cada perfil.

Vantagens e Desvantagens

As vantagens e desvantagens dependem de cada tipo de fundo e o local onde se aplica o dinheiro. Além do mais, algumas instituições cobram taxas de administração maiores do que outras.

Como vantagens é possível considerar a segurança, já que os fundos são registrados na CVM, a rentabilidade pode ser acompanhada diariamente e existe um gestor que cuida de toda a aplicação.

As desvantagens podem aparecer em fundos que possuem pouca liquidez, ou seja, o dinheiro não pode ser retirado antes de um tempo, principalmente em caso de urgência.

Além disso, alguns fundos de investimentos exigem valores mínimos elevados, o que pode dificultar o acesso a alguns investidores.

Conheça melhor quais são os tipos de investimentos financeiros no Brasil.

Forex O que são e como funcionam os fundos de investimentos G20