O que é Política Monetária?

A política monetária é um tipo de política econômica que controla a quantidade de dinheiro em circulação, das taxas de juros e do crédito de um país, através de uma autoridade monetária.

A autoridade responsável por esse controle é o Banco Central, que busca o equilíbrio alterando a oferta de moeda e determina as taxas de juros, estimulando ou reduzindo a economia.

A oferta de moeda acontece a partir da liquidez dos ativos, isto é, onde bens e serviços são oferecidos e trocados por dinheiro, sendo sempre maior quando e economia está mais saudável.

Em épocas de crescimento do PIB, uma economia possui maior liquidez e nos momentos de recessão ela é menor, por isso, o governo faz o controle da oferta de moeda buscando o equilíbrio entre esses diferentes cenários. Por isso ela é diferencia por políticas expansionistas e contracionistas.

Tipos de políticas monetárias

Política monetária expansionista

Na política monetária expansionista, o Banco Central aumenta a oferta de moeda ao país e diminui as taxas de juros com o objetivo de crescer a economia e expandir o consumo. 

Quando isso é feito, a demanda por bens e serviços aumentam e com as taxas de juros mais baixas, as empresas contraem mais empréstimos para atender a procura. Se a oferta não é toda atendida, ocorre um aumento dos preços, ou seja, aumento da inflação.

A política expansionista tem como vantagem a expansão da economia, porém, a desvantagem de manter o país sujeito à inflação.

Política monetária contracionista

A política monetária contracionista é realizada quando acontece o inverso, ou seja, a diminuição do PIB e do consumo dentro de uma economia.

O Banco Central aumenta a taxa de juros, reduzindo a moeda dentro do fluxo econômico e, com isso, a redução da inflação devido a diminuição da demanda.

Política monetária brasileira

No Brasil as políticas monetárias são executadas pelo Banco Central (BACEN) e são normalizadas pelo Conselho Monetário Nacional. Já as taxas de juros são controladas pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central (COPOM).

Através do COPOM, o governo e o Banco Central determinam metas de controle da inflação e, assim, são executadas políticas expansionistas ou contracionistas, dependentes do comportamento da economia brasileira.

A partir da implantação do Real como moeda, o governo brasileiro passou, ainda mais, a ter políticas de controle da inflação, que anteriormente era uma das maiores do mundo.

Política fiscal e política cambial

A política monetária em conjunto com as políticas fiscal e cambial são formadas dentro do conjunto de políticas econômicas de um país.

A partir destas políticas de controle o Brasil adotou os métodos do chamado "tripé macroeconômico" que as juntam e formam três metas conhecidas como: 

Metas de inflação: relacionadas às políticas monetárias e o controle das taxas de juros;

Câmbio flutuante: política cambial que mantém as taxas de câmbio livres no mercado; 

Meta fiscal: metas da política fiscal para manter a dívida pública sob controle.

Saiba mais sobre a o que é Política Cambial e também o que é Política Fiscal.

Você também pode ter interesse sobre o que é a Macroeconomia, ou ainda, sobre o que é o Keynesianismo.

Política Fiscal O que é Política Monetária?Pontos de Equilíbrio