O que é Open Market

No mercado financeiro, as operações de Open Market, "mercado aberto" em inglês, acontecem quando o Banco Central compra ou vende títulos de dívida pública a bancos comerciais.

Este processo faz parte da política monetária no país, onde o objetivo é expandir ou contrair a quantidade de moeda no sistema bancário.

Como funcionam as operações de open market

Nestas operações o Banco Central oferece ou compra títulos, impulsionando os depósitos dos bancos comerciais ou, do contrário, liberando mais dinheiro.

Esta operação, em conjunto ao redesconto bancário e o depósito compulsório, faz parte da política monetária que busca atingir a liquidez na economia.

Além de controlar a quantidade de moeda, a open market também tem como objetivo manter a taxa básica de juros conforme a meta do Banco Central, no caso do Brasil, a Selic.

Além disso, as políticas monetárias adotadas podem ter como objetivos a expansão ou a contração da economia, conforme o que é possível pela política monetária.

Operações de open market na política monetária

O principal objetivo do Banco Central nessa operação é atingir a economia, em um médio prazo, através da política monetária.

Caso o país esteja em crise, é preciso que a política seja expansionista, para que haja a volta do crescimento. Do contrário, em amplo crescimento, pode ser necessária uma política contracionista.

De maneira simples, a política com objetivo de expansão busca reduzir a taxa básica de juros que equilibre o país com mais buscas por créditos e potenciais investimentos, onde a open market oferece mais liquidez para tal.

Em época de crescimento acelerado, o Banco Central incentiva a poupança dos bancos comerciais com o aumento da taxa básica de juros, maior remuneração aos títulos, e como efeito, a redução dos valores investidos.

Saiba mais sobre como acontecem as operações de Depósito Compulsório e o Redesconto Bancário.

Você pode saber mais sobre como funciona a Política Monetária.