Política Cambial

A política cambial é um conjunto de medidas que um país adota em sua moeda, visando controlar sua relação com as moedas estrangeiras.

Este tipo de política é feita pelo Banco Central (BACEN) em conjunto com a sua Política Monetária e Fiscal, com o objetivo de adotar as taxas de câmbio mais adequadas.

A política cambial pode acontecer, por exemplo, quando o governo deseja controlar a inflação do país, ou quando deseja expandir a economia, realizando intervenções.

Taxas de câmbio e as políticas adotadas pelo país

A taxa de câmbio é o preço da moeda nacional referente às outras moedas do estrangeiro, como por exemplo o preço do Real brasileiro (BRL) em Dólares americanos (USD).

Este valor da moeda nacional pode aumentar ou diminuir em relação às outras moedas, e quando isso acontece dizemos que houve uma valorização ou uma desvalorização, respectivamente.

Inicialmente, o BACEN decide sobre qual política adotar para o câmbio da moeda no país, entre câmbio flutuante ou câmbio fixo, ou em banda cambial:

  • Câmbio flutuante é quando o preço da moeda varia livremente no mercado de moedas;
  • Câmbio fixo acontece quando o preço da moeda possui um preço único face às outras moedas;
  • Banda cambial a moeda flutua, porém com um limite superior e um inferior, funcionando como uma mistura dos regimes fixo e flutuante.

No câmbio fixo ou em banda cambial, a política adotada visa um controle para que o preço da moeda seja de acordo com a fixada.

No câmbio flutuante, o governo visa melhorar a competitividade com os outros países, pois uma moeda muito valorizada pode diminuir suas exportações e também fazer com que os cidadãos comprem muitos produtos estrangeiros.

Da mesma maneira, uma moeda muito desvalorizada pode fazer com que o país perca seu poder de compra, e quando isso acontece, o governo valoriza o valor da moeda nacional.

O que é uma Apreciação Cambial

A apreciação cambial acontece quando o governo valoriza a moeda ao preço das estrangeiras, com isso, os estrangeiros precisam pagar mais pela moeda nacional. Por exemplo, quando um Dólar Americano passa de R$ 3,20 para R$ 3,15.

O governo pode apreciar a moeda quando percebe que na economia ocorrem excessivas exportações e internamente as pessoas pagam muito caro para adquirir produtos estrangeiros.

O que é uma Depreciação Cambial

A depreciação cambial é o processo contrário, quando a moeda é desvalorizada ao preço das estrangeiras, fazendo com que os estrangeiros precisem pagar menos pela moeda nacional. Por exemplo, quando um Dólar Americano passa de R$ 3,20 para R$ 3,30.

O governo pode depreciar a moeda para aumentar a competitividade da economia com os outros países, tornando os produtos mais atrativos.

Política cambial no Brasil

O Brasil passou a adotar o Real como moeda a partir de 1994 em câmbio híbrido (banda cambial) até 1999, quando foi liberado, tornando o câmbio flutuante.

O câmbio do Brasil é conhecido como "flutuante sujo", pois apesar de livre na oferta e demanda, o BACEN intervém quando é preciso apreciar ou depreciar o Real.

Em conjunto com as políticas monetária e fiscal, o governo brasileiro adota metas conhecidas como "tripé macroeconômico".

Você pode saber mais sobre Política Monetária e Política Fiscal.