O que é marketing?

Marketing é um conjunto de técnicas e ferramentas que, a partir de estudos do mercado e dos consumidores, busca melhor posicionar marcas e aumentar o valor percebido de seus produtos a fim de aumentar o lucro das empresas.

O objetivo do marketing empresarial não é apenas o aumento imediato das vendas, mas também a construção de uma boa imagem para a corporação e de um bom relacionamento com seus clientes, para que seja possível colher resultados também no médio e no longo prazo.

Como funciona o marketing?

O marketing já começa a atuar na própria concepção da marca e dos produtos, estudando as necessidades do mercado-alvo e identificando suas demandas reais para fornecer produtos que as satisfaçam de forma mais efetiva e eficiente do que os concorrentes.

A partir dessa análise de mercado é traçado um plano de marketing, que é o projeto de como a empresa pretende conquistar esse mercado, posicionar sua marca nele e agregar valor a seus produtos.

Além de trabalhar na conquista de um mercado consumidor, cabe ao marketing também traçar as estratégias de fidelização desses clientes, como, por exemplo, preocupando-se com a assistência e o relacionamento pós-venda. Manter clientes satisfeitos ajuda a propagar uma boa imagem da marca.

É por isso que o marketing não deve ser confundindo com a publicidade, que é apenas parte de uma de suas facetas, a de promoção.

Marketing mix

Na concepção de Phillip Kotler, o marketing atua sobre quatro variáveis, conhecidas como “marketing mix” ou “os quatro P’s do marketing”: preço, praça, produto e promoção.

Preço

Na variável preço, o marketing ajuda a definir o valor do produto de acordo com o público-alvo que pretende atingir, além de pensar nas formas de cobrança mais indicadas para esse consumidor.

O preço não está ligado apenas ao custo de um produto, mas também à forma como esse produto quer se posicionar no mercado. Em outras palavras, a concepção de valor também está relacionada a quando o consumidor está disposto a pagar por determinado produto ou serviço, e é trabalho do marketing agregar valor àquilo que a empresa comercializa.

Praça

Praça é o local onde o produto será vendido. A expressão pode se referir a uma região do país, a um tipo de estabelecimento comercial ou às novas plataformas, como o e-commerce.

O trade marketing, aquele que é feito diretamente sobre o ponto de venda, é uma das formas de trabalho do marketing sobre a praça. A criação de um display bonito e atrativo e o bom posicionamento dos produtos nas prateleiras dos supermercados, para ficarem mais visíveis, são alguns exemplos dessa atuação.

Produto

No caso do produto, o marketing, como já foi dito, trabalha desde sua concepção. O objetivo é colocar no mercado produtos e serviços que atendam a demandas existentes, após identificá-las, ressaltando essas características que o tornam especial.

Promoção

Por fim, a promoção é a soma das estratégias de divulgação do produto ou do serviço, como a publicidade. O objetivo da promoção é informar, convencer e fazer o produto ser lembrado.

Tipos de marketing

As diferentes formas de abordagem ao cliente, as diferentes plataformas e as diferenças nos objetivos permitem dar diversas classificações ao marketing. Veja alguns exemplos:

Outbound marketing

É o marketing tradicional, no qual a empresa vai ativamente atrás do cliente. No caso das estratégias de promoção, é o marketing que faz uso de anúncios nos meios de comunicação, incluindo a internet, de cartazes, panfletos etc.

Esses são exemplos de abordagem de marketing direto, que identifica seu público-alvo e cria mensagens diretas para ele. Além da publicidade, também se incluem nessa categorias canais como e-mails, ligações, mensagens de celular e mala direta.

O outbound marketing também pode se expressar de forma mais sutil, que é o marketing indireto. O exemplo mais comum desse tipo de marketing é o merchandising, como as propagandas que aparecem em filmes, novelas, jogos e em outros momentos nos quais o cliente não estava esperando por elas.

Inbound marketing

Em crescimento, sobretudo, com a expansão da internet, o inbound marketing procura inverter a lógica do marketing tradicional. Em vez de a empresa procurar os seus clientes, ela cria estratégias para que os clientes a procurem. Isso fica claro na expressão em português que traduz esse conceito: marketing de atração.

Um exemplo de inbound marketing é o marketing de conteúdo. Em vez de simplesmente fazer publicidade, as empresas passaram a produzir conteúdo relacionados a seu público alvo.

Por exemplo, uma marca de alimentos pode criar um site de receitas, que passa a ser procurado por potenciais consumidores interessados em cozinhar. Uma marca de equipamentos para esportes de aventura também pode criar uma rede de blogues de viajantes que narrem suas experiências pelo mundo. 

Marketing social

É a criação de uma imagem positiva para a marca a partir do apoio e patrocínio a eventos culturais e causas sociais.

Endomarketing

São as estratégias de marketing voltadas não para os consumidores, mas sim para os colaboradores da própria empresa, com o objetivo de aumentar seu envolvimento na organização.

Marketing digital

É um conceito bastante amplo e com características próprias, mas que pode ser resumido como o marketing feito por meio da internet, incluindo nas redes sociais.

O conceito de marketing digital está relacionado à plataforma e, por isso, pode se valer tanto de estratégias de outbound marketing (propagandas no Youtube, por exemplo) quanto de inbound marketing (como os blogues de conteúdo).

O marketing digital tem peculiaridades sobretudo na identificação do público-alvo, para abordar os consumidores de forma cada vez mais personalizada.

Uma característica importante do marketing nesse tipo de plataforma é o uso de métricas, números e tecnologias que permitam entender o comportamento desse consumidor disperso, a fim de o alcançar e atender suas necessidades.

Técnicas de otimização para mecanismos de busca (search engine optimization, ou SEO, em inglês), que visam aumentar a visibilidade de sites, e as ferramentas de retargeting e remarketing, que usam a tecnologia para identificar interesses dos usuários a fim de personalizar os anúncios que eles veem na internet, são conceitos comuns ao marketing digital.

Marketing de relacionamento

O marketing de relacionamento é o conjunto de ações tomadas por uma empresa para manter um relacionamento positivo com os clientes que já conquistou. A cordialidade nos canais de comunicação e um bom atendimento pós-venda são algumas dessas técnicas que têm como objetivo a fidelização do consumidor.

Marketing de guerrilha

O marketing de guerrilha é aquele que, mesmo com um baixo investimento financeiro, consegue obter um grande impacto perante o público.

Quando surgiu, nos anos 1980, o marketing de guerrilha pensava nas empresas de pequeno porte que, mesmo sem orçamentos tão vultuosos para publicidade quanto suas concorrentes já consolidadas no mercado, encontravam formas criativas, originais e que demandavam mais energia do que dinheiro para ganhar visibilidade.

Com o passar dos anos, também as grandes marcas passaram a adotar técnicas de marketing de guerrilha. O exemplo mais conhecido hoje desse tipo de estratégia é o marketing viral.

Vídeos no Youtube, flashmobs e outras ações que chamam a atenção podem dar início a uma corrente de compartilhamento espontâneo nas redes sociais, ainda que o usuário saiba que sejam peças de publicidade. A viralização causa impacto por atingir um grande número de pessoas.

Como exemplo de marketing de guerrilha que se valeu da viralização podemos citar uma pequena editora de livros de São Paulo que, antes da partida entre Brasil e Alemanha na Copa do Mundo de 2014, havia prometido em sua rede social 10% de desconto em seus livros para cada gol que o Brasil sofresse, como forma de consolo.

A enorme repercussão da partida, já que o Brasil perdeu o jogo por 7 a 1, e o fato de a empresa ter decidido cumprir a promessa e dar 70% de desconto em todos os seus livros até o fim dos estoques, fez com que o post da pequena editora se tornasse um viral no Facebook, ampliando em muito o público da marca.

Marketing multinível ou marketing de rede

Esse é um tipo muito antigo de marketing, nascido ainda no início do século XX. Ele se caracteriza principalmente por uma estratégia de distribuição que leva os produtos diretamente das fábricas aos consumidores, dispensando atravessadores.

Os vendedores fazem a distribuição dos produtos e têm importante papel na sua divulgação, conquistando e conhecendo sua clientela e divulgando as novidades por meio do boca a boca.

Talvez o exemplo mais conhecido desse tipo de marketing são os produtos de beleza vendidos por meio de catálogos e que alcançam as consumidoras por meio de uma rede de vendedoras.

O que é o marketing pessoal?

O marketing pessoal, como o próprio nome diz, ele é um conjunto de técnicas para o indivíduo promover a sua própria imagem, atribuindo-lhe um maior valor.

Apesar de não ter relação com o marketing empresarial, esse conceito também é muito importante no mundo dos negócios, mais especificamente na construção de carreiras. Isso porque fazer um bom marketing pessoal é essencial para quem quer se destacar profissionalmente.

Você também pode ter interesse em o que é persona no marketing e público-alvo.