Como funciona a lei da oferta e da procura

Em Economia, a lei da oferta e procura é quem determina a formação de preços no mercado, entre o preço oferecido e o preço procurado.

Neste modelo, os consumidores procuram no mercado os produtos e serviços que desejam, enquanto as empresas existentes ofertam estes mesmos produtos.

Para este conceito é considerado que os consumidores procuram cada vez mais, quanto menor for o preço. Já as empresas ofertam com o preço relativo a quantidade, ou seja, quanto maior a quantidade maior o preço.

Entre a oferta e a demanda existe um equilíbrio, que é representado pelas curvas da oferta quando se cruzam com a curva da procura, havendo um preço de equilíbrio no mercado.

Curvas da oferta e da procura e formação do preço de mercado
Relação de equilíbrio entre a oferta e a procura que formam o preço de mercado mais adequado.

Para entendermos essa representação entre oferta e demanda é preciso considerar cada uma de forma separada, entre a lei da procura e a lei da oferta.

Como funciona a lei da procura

A lei da procura diz que, quanto menor o preço, maior a quantidade de consumidores procurando no mercado os produtos que queiram comprar, principalmente considerando os diferentes rendimentos de cada um. Este princípio é apresentado no exemplo a seguir.

Exemplo 

Como exemplo, vamos considerar 3 consumidores diferentes que procuram comprar um certo produto em uma loja. Porém, cada um está disposto a pagar um valor diferente do outro por este certo produto, sendo R$ 10,00; R$ 15,00; e R$ 20,00. 

Lei da oferta
Representação da procura conhecida como "Curva da procura" - quanto menor o preço mais consumidores compram

Pelo gráfico percebemos que, pelo menor preço de R$ 10,00 os três consumidores adquirem o produto desta loja, já que dois deles pagariam até mais pelo produto.

Esta relação reflete a lei da procura como um todo: quanto menor o preço, mais é vendido dado que mais consumidores devem adquirir.

Como funciona a lei da oferta

A lei da oferta se refere ao quanto os empresários estão dispostos a vender seus produtos. De maneira simples, consideramos que o preço aumenta com a quantidade. Por exemplo, um comerciante oferta um produto ao preço de R$ 1,00 e dois desses produtos por R$ 2,00, já que se cobrar R$ 1,00 irá entregar "de graça" um dos produtos.

Assim, podemos considerar graficamente essa relação, utilizando um exemplo.

Exemplo

Considerando que um comerciante ofereça seu produto no mercado ao preço de R$ 5,00 por unidade, ou seja, duas unidades o preço agregado é R$ 10,00, três unidades por R$ 15,00 e assim por diante.

Lei da oferta
Representação da oferta conhecida como "curva da oferta" -  o preço acompanha a quantidade vendida

Pela teoria da oferta, o comerciante vende com o objetivo de obter seus lucros, por isso a inclinação positiva da curva da oferta. Do contrário venderia seus produtos a preços inferiores e perderia dinheiro com isso.

Modificações no equilíbrio entre oferta e procura

As características de quantidade procurada e oferecida nem sempre são as mesmas, ou seja, elas podem se modificar, seja pela procura ou pela oferta, o que altera o equilíbrio do mercado.

Um dos maiores exemplos desta modificação está na história dos computadores pessoais (PCs). No início, os preços oferecidos eram muito elevados e poucas pessoas podiam adquirir este produto. Com o passar dos anos, os fabricantes puderam começar a baixar seus preços e a quantidade de consumidores começou a ser cada vez maior, para o cenário que conhecemos hoje.

Outro exemplo que pode modificar a procura são os impostos, já que com eles o preço oferecido é um pouco maior do que o comerciante gostaria.

Você também pode ter interesse sobre o que é a Microeconomia e o Custo-Benefício.