O que são Ativos

Ativos, em contabilidade, são valores que indicam quais são os bens e direitos que uma empresa possui .

Estes valores são demonstrados através do Balanço Patrimonial, junto com os Passivos e o Capital Próprio, que somados resultam no total de Ativos da empresa.

É possível considerar, ainda, que os ativos são convertíveis em meios monetários, com a venda de uma maquinário ou veículos da empresa, por exemplo.

A representação dos ativos, no balanço, é dividida entre aqueles ativos que são convertíveis mais rapidamente e aqueles que levam mais tempo, que são os ativos circulantes e não circulantes, respectivamente.

O que são Ativos Circulantes

Os ativos circulantes representam aqueles em que é possível converter em meios monetários em pouco tempo, ou seja, possuem maiores graus em liquidez.

A liquidez deste ativo é considerada dentro do período contábil da empresa, antes do fechamento do exercício social, como dentro de um trimestre ou um ano, por exemplo. Sendo assim, este tipo de ativo é conhecido como realizável a curto prazo.

Exemplos de ativos circulantes

  • Disponibilidades (dinheiro em caixa ou depositados em banco);
  • Estoques (matérias-primas, produtos em produção, produtos acabados, mercadorias);
  • Dívidas a receber (duplicatas a receber, contas a receber de clientes em curto prazo);
  • Impostos a recuperar (a curto prazo);
  • Aplicações financeiras (a curto prazo).

O que são Ativos Não Circulantes

Os ativos não circulantes são aqueles que vão se manter na empresa em um tempo além do exercício social, por conta de sua menor liquidez.

Este tipo de ativo também é conhecido como realizável a longo prazo, onde se consideram algumas das mesmas contas do ativo circulante, porém a longo prazo. Além disso, incluem-se aos Circulantes os chamados Ativos Permanentes.

Ativos Permanentes

Ainda uma outra classificação dos ativos é a dos Ativos Permanentes, que recebem esta nomenclatura por serem usados de maneira direta nas atividades da empresa.

Estes ativos possuem algumas classificações como os ativos Imobilizados e Depreciação, ativos de Investimentos e ativos de Diferimentos.

Imobilizados e Depreciação

Ativos físicos da empresa, como máquinas ou veículos, e também ativos considerados "intangíveis", como é o caso de softwares ou patentes.

Para estes ativos devem ser contabilizados os "desgastes" que eles acumulam com o tempo de uso, através da conta de Depreciações, que reduzem os valores destes ativos.

Investimentos

Os investimentos são ativos que a empresa adquire ao investir na participação de atividades de uma outra empresa ou sociedade, como também os bens e direitos que não se destinam à atividade-fim.

Diferimentos

Um diferimento é inscrito no Balanço como despesas que não farão parte dos resultados até o fim do período contábil e, por isso, deve ser feito um reconhecimento mais prolongado.

Diferenças entre Ativos e Passivos

Na composição do Balanço Patrimonial aparecem os Ativos como sendo os bens e direitos da empresa, mas também os Passivos, que compõem as obrigações, ou de maneira simples, as dívidas com terceiros.

É possível considerar que os Passivos dão origem a novos Ativos quando a empresa busca por capitais de terceiros, como é o caso de quando se contrai dívidas com fornecedores, e ao mesmo tempo, estes valores aparecem nos ativos de estoques.

A diferença entre o valor total dos Ativos e dos Passivos, resulta no Patrimônio Líquido, que se originam de valores "próprios" da empresa, como aos que os sócios ou acionistas aplicam.

Você pode saber mais sobre o que são Ativos e Passivos.

Saiba mais sobre o que são os Ativos imobilizados e também sobre os Ativos Circulantes.