O que é inovação?

Inovação é uma ideia nova com aplicação econômica, ou seja, que dá origem a um bem, serviço ou processo rentável, sustentável economicamente e que atende a uma demanda específica do mercado.

Um requisito básico da inovação é, portanto, a geração de resultados econômicos. É por esse motivo que inovação não é sinônimo de invenção ou descoberta, já que esses conceitos estão mais ligados à ciência e ao conhecimento.

Apesar dessa diferença, muita das inovações são frutos de invenções. Mas para que uma invenção se transforme em uma inovação, é preciso torná-la economicamente viável. No caso de um novo produto, por exemplo, é preciso que ele possa ser fabricado em larga escala a um preço que os consumidores estariam dispostos a pagar por ele.

A inovação está intimamente ligada ao empreendedorismo, que é a busca por novas oportunidades de negócios por meio da criatividade.

Tipos de inovação

Inovação tecnológica

É a inovação dentro do processo produtivo. Ela pode ser dividida em inovação de produto e inovação de processo.

A inovação de produto é aquela que gera mudanças perceptíveis ao consumidor. Poderíamos citar como exemplo a transformação das televisões em preto e branco nos televisores a cores e, posteriormente, na substituição dos aparelhos de tubo pelos de tela plana.

Já a inovação de processo muitas vezes não afeta o produto final, já que a mudança se concentra na forma de fazer adotada pela empresa. Um exemplo é a robotização de linhas de montagem que antes utilizavam exclusivamente mão de obra humana.

Inovação radical

É a inserção no mercado de um produto ou tecnologia absolutamente nova, que costuma quebrar paradigmas. O surgimento dos celulares e, posteriormente, sua substituição pelos smartphones é um exemplo desse tipo de inovação.

Inovação incremental

É aquela que não cria um algo totalmente novo, mas adiciona melhorias ao que já existe. Se refere à evolução de produtos e serviços já disponíveis. Um aumento na velocidade de um microprocessador ou da qualidade da câmera de um smartphone podem ser considerados alguns exemplos.

Inovação disruptiva

É aquela que provoca uma revolução no mercado, por exemplo, massificando um produto que antes estava restrito a um grupo menor de consumidores.

A inovação disruptiva, portanto, não pressupõe a oferta de um produto melhor do que os concorrentes. Ela está mais ligada à chegada ao mercado de versões de menor qualidade, mais simples e mais baratas. Esse tipo de inovação é bastante importante nos mercados emergentes.

Um exemplo é o surgimento das companhias aéreas low cost, que massificaram o uso do transporte aéreo ao baratear as passagens por meio da redução do conforto e da oferta de menos serviços.

Inovação aberta

É um conceito que parte do princípio que nem toda a inovação precisa surgir dentro da organização. Significa que a empresa está aberta para o que está sendo criado fora de seu domínio.

Isso pode ser feito, por exemplo, por meio de parcerias com instituições de pesquisa, universidades ou mesmo no contato com fornecedores e clientes, que podem trazer novas ideias que agreguem valor ao negócio.

Muitas grandes empresas que acreditam na inovação aberta buscam também alianças com startups, por serem consideradas celeiros de ideias inovadoras.

Você pode ter interesse também em gestão da inovaçãoempreendedorismostartup e lean startup.

Inflação O que é inovação? O que são insumos?