CAPEX e OPEX: entenda o que são e quais as suas diferenças

CAPEX e OPEX estão relacionadas às tomadas de decisão que são feitas em despesas de investimentos de uma empresa. A primeira se refere às despesas para o capital, e a segunda com as despesas operacionais.

As duas siglas são abreviaturas de dois termos em inglês, com diferentes significados:

  • CapEx - Capital Expenditures (despesas de capital)
  • OpEx - Operational Expenditures (despesas operacionais)

Para as despesas de capital são considerados os montantes investidos para o longo prazo do negócio, como a aquisição de máquinas, por exemplo. São aumentos que ocorrem nos seus ativos por meio de investimentos do tipo.

As despesas operacionais fazem parte das despesas de rotina da empresa, como os salários ou o aluguel do espaço. Estes estão relacionadas aos custos que afetam os resultados da empresa e aparecem após feitos os investimentos de capital.

Diferenças entre CAPEX e OPEX

As despesas de capital (CAPEX) ocorrem por alterações no estoque de ativos da empresa de forma que sejam utilizados para gerar os proventos desejados.

Estes investimentos podem ser vistos no balanço patrimonial da empresa no aumento de ativos. Como são investidos para períodos maiores que o ano, devem ser contabilizadas as suas depreciações decorrentes da utilização dos ativos.

O CAPEX também pode ser calculado em seu valor total pelas variações de ativos imobilizados menos as suas depreciações.

O mesmo pode acontecer com o pagamento da compra destes ativos ao serem adquiridos. Como costumam ser financiados, a dívida vai se reduzindo conforme vai sendo paga com as receitas geradas.

Alguns exemplos de despesas de capital são:

  • Aquisição de um novo espaço para expandir a empresa;
  • Reforma ou aumento do espaço da empresa;
  • Compra de novos maquinários, com maior produtividade;
  • Compras de novos computadores e/ou softwares;
  • Aquisição de uma nova frota para o transporte de mercadorias.

Já as despesas operacionais (OPEX) estão mais relacionadas aos dispêndios que aparecem nas demonstrações de resultados da empresa. Estes gastos normalmente já estão diretamente relacionados com os seus pagamentos.

Estes montantes estão associados aos custos com manutenção, consumíveis e outras despesas do funcionamento da empresa

Para de despesas deste tipo, podemos exemplificar algumas como:

  • Arrendamento de um espaço, com pagamento mensal;
  • Aluguel de uma nova frota para o transporte de mercadorias;
  • Salários dos trabalhadores, com as devidas contribuições previdenciárias;
  • Gastos com viagens de negócios;
  • Custos de manutenção.

Nos exemplos, a compra de uma máquina para a produção é considerada uma CAPEX, enquanto que os gastos cotidianos com a sua manutenção são OPEX.

Quando estão relacionadas à tomadas de decisão, podem ser colocadas em oposição, definidas em orçamentos diferentes. Os gestores podem decidir se investem em bens de capital ou em itens de despesas operacionais, ponderando as vantagens de cada um.

Vantagens e desvantagens

Ao decidir por investimentos em CAPEX os gestores podem encontrar benefícios para a empresa. Algumas delas são: possuir os próprios bens e patrimônio, melhoria da tecnologia utilizada e a dedução de impostos por conta da depreciação.

As desvantagens aparecem pela redução da liquidez da empresa e a existência de juros sobre os ativos imobilizados. Também é possível considerar os riscos em manter o ativo parado em tempos de crise.

Nas despesas operacionais as vantagens e desvantagens são opostas ao CAPEX. Em projetos do tipo OPEX evitam-se os riscos de comprometimento do capital da empresa ao optar pelo capital de terceiros.

Entenda as vantagens e desvantagens do Capital de Terceiros.

Publicado em
Saiba como cancelar o Documento Básico de Entrada (DBE) CAPEX e OPEX: entenda o que são e quais as suas diferenças O que é capital?