Calculadora de Salário Líquido

Leonardo Pereira
Leonardo Pereira
Economista

Como fazer o cálculo do salário líquido?

Para utilizar a calculadora o primeiro passo é conhecer qual o seu salário base. Este é o valor acordado com a empresa, o salário nominal, somado a eventuais rendimentos tributáveis, como as horas extras e o adicionais.

Comece por adicionar esta quantia no espaço em que diz "Salário Bruto".

Vale notar que por parte do empregador ainda devem ser pagos 8% sobre este salário base destinados ao FGTS. Porém, este é um rendimento que não interfere no cálculo do salário líquido.

Dependentes

Após isso, é preciso colocar o número de dependentes que você possui. Ele inclui cônjuge, filhos menores de 21 anos, pais ou avós, que não possuam rendimento próprio. Com os dependentes há uma dedução que diminui os descontos de Imposto de Renda.

Outros descontos

Os outros descontos são aqueles que dependem da folha de pagamento de cada trabalhador. Normalmente ocorrem em acordo direto com a empresa, como os descontos para vale-transporte, convênios médicos, seguros e outros semelhantes. Se você não sabe quais são pode consultar o RH de sua empresa, ou nos holerites que já recebeu anteriormente.

Como funciona a calculadora

Através da calculadora conhecemos nosso salário líquido, ou seja, o valor que recebemos depois de todos os descontos feitos.

O primeiro cálculo corresponde ao valor que se destina à Previdência Social. A partir de seu salário bruto, o desconto é feito seguindo a seguinte tabela:

Tabela de contribuição INSS (2021)
Salário de contribuição Alíquota Parcela a deduzir Contribuição no teto
Salário mínimo: R$ 1.100,00 7,5% - R$ 82,50
De R$ 1.100,01 a R$ 2.203,48 9% 16,50 R$ 181,81
De R$ 2.203,49 a R$ 3.305,22 12% 82,61 R$ 314,01
De R$ 3.305,23 a R$ 6.433,57 14% 148,72 R$ 751,97

Este cálculo é feito progressivamente. Dentro de cada faixa salarial o trabalhador contribui com a respectiva alíquota até atingir o valor do salário nominal.

Para quem recebe acima de R$ 6.433,57 contribui com o máximo da previdência, equivalente a R$ 751,97.

O segundo cálculo é feito sobre o IRRF - Imposto de Renda Retido na Fonte. A tabela de valores para o desconto pode ser conferida abaixo:

Tabela IRRF
Base de cálculo Alíquota Parcela a deduzir
Até 1.903,98 - -
De R$ 1.903,99 até R$ 2.826,65 7,5% 142,80

De R$ 2.826,66 até R$ 3.751,05

15% 354,80
De R$ 3.751,06 até R$ 4.664,68 22,5% 636,13
Acima de R$ 4.664,68 27,5% 869,36

Além da porcentagem descontada, existe uma parcela que reduz o desconto pela parcela a deduzir. Existe ainda a dedução de R$ 189,59 por cada dependente.

Leonardo Pereira
Leonardo Pereira
Licenciado em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto (2021), em Portugal