Ticks

Ticks é um acrônimo para Taiwan, Índia, China e Coreia do Sul (South Korea, em inglês). Foi mencionada pela primeira vez em janeiro de 2016 pelo Financial Times, em substituição ao conceito de BRIC.

O grupo dos Bric, formado por Brasil, Rússia, Índia e China, já não é mais o foco dos investidores internacionais, devido às sucessivas crises enfrentadas por alguns dos países membros. A recessão no Brasil e na Rússia (B e R da sigla BRIC) torna visível uma crise no mercado de commodities, dando lugar a uma economia mais voltada aos serviços, em especial a tecnologia. Neste contexto, Taiwan e Coreia do Sul (T e K de Tricks) andam ao lado de Índia e China em termos de tecnologia da informação e ganham destaque nesta nova ordem econômica.

Os Ticks surgem como um novo grupo emergente, do ponto de vista dos fundos de investimento internacionais, em substituição ao BRIC. O grupo que incluía o Brasil teve seu fim, enquanto fundo de investimento internacional, decretado pela Goldman Sachs, mesma consultoria financeira que lançou o nome. Após sucessivas quedas nos ativos, a Goldman encerrou seu fundo BRIC no fim de 2015.

O termo ticks é também uma expressão interna do mercado financeiro que representa a variação mínima que a ação sofre no preço.

Você também pode se interessar por Bric e Brics.