Dealer

Dealer é como é chamada no Brasil a instituição financeira, como bancos ou corretoras, que serve ao Banco Central como intermédio da sua atuação no mercado aberto.

Também chamados de dealers do mercado aberto, essas organizações têm como função a regulação da liquidez no mercado financeiro. Eles atuam por meio de expedição ou contração da disponibilidade de dinheiro em circulação.

Os critérios do Banco Central para a escolha de determinadas instituições para este trabalho vai desde o volume de negócios à qualidade na prestação de informações.

O termo dealer ainda pode ser referente as instituições credenciadas pelo Banco Central a participar de leilões informais, e que tem por obrigação informar os demais bancos sobre o leilão. São eles os bancos mais ativos do mercado nacional.

No mercado financeiro norte-americano, o dealer é uma pessoa ou firma que negocia valores mobiliários para uma conta própria. Não é um agente representando outros clientes, ou um trader que não tem a ação de comprar e vender como negócio principal. Dealers também podem ser agentes e atuar para outros clientes e não apenas para si mesmo. Esses são conhecidos como broker-dealers.

Dealers de câmbio

Os dealers de câmbio seguem a mesma função dos dealers do mercado aberto, mas atuam no mercado cambial. São instituições por meio das quais o Banco Central atua na compra e venda de moeda estrangeira, e nos preços desses papéis, de forma a orientar flutuações e proteger a moeda nacional conforme a política econômica. 

Os critérios de escolha são os mesmos já citados, e envolvem a obrigação de repassar as informações ao Banco Central e o montante negociado.