Auditoria interna

A auditoria interna é um processo que busca analisar e controlar os registros internos feitos na empresa, além de melhorar suas operações. É aplicado à empresas privadas ou públicas.

Este processo é feito analisando detalhadamente as operações e registros financeiros de acordo com o planejado ou orçado, identificando desvios e melhorias.

Esta forma de auditoria é feita por funcionários da própria organização, mas de forma a que este vínculo não interfira em uma análise independente enquanto auditores. Uma outra é a auditoria externa, feita por profissionais de fora da empresa com especialização no ramo.

Como a auditoria interna é feita

A auditoria interna consiste em observar as operações, consultar e analisar as funções dos diferentes setores da empresa e a forma como estão sendo elaboradas. Podem ser checados os documentos das operações, analisando também se as atividades são feitas conforme o rigor exigido.

Esta auditoria também faz checagens financeiras nos setores, analisando como se comportam os custos do negócio. Relacionada à contabilidade gerencial, busca identificar os desvios do planejamento e introduzir melhorias em áreas onde é possível reduzi-los.

Para ser eficaz deve ser feita de forma independente por parte dos auditores, mesmo que sejam funcionários da própria empresa.

Seu resultado deve indicar à administração os pontos de melhoria e os pontos onde mais valores podem ser agregados, visando o crescimento da empresa.

Tipos de auditoria interna

A auditoria interna pode ser dividida em diferentes tipos a serem utilizados de acordo com a realidade da empresa analisada.

  • Auditoria contábil ou financeira: envolve a análise das demonstrações financeiras e o controle patrimonial da entidade, como pela adoção dos princípios fundamentais e das técnicas adequadas.
  • Auditoria operacional: envolve todas as operações da empresa, principais ou auxiliares, e se os recursos são utilizados de forma eficaz e que gerem economia.
  • Auditoria de gestão: são auditados os procedimentos adotados para o planejamento do negócio, bem como o desempenho da administração em suas atividades.
  • Auditoria tributária: análise que vai desde o planejamento tributário, com o pagamento e recuperação de impostos ou outros tributos, e sobre os documentos da empresa.
  • Auditoria de sistemas informáticos (TI): uma auditoria sobre todo o sistema implantado na empresa, envolvendo a sua eficácia na utilização e proteção de dados.

Outros tipos de auditorias podem ser realizadas, conforme as necessidades da administração e do negócio da empresa.

A auditoria ambiental, por exemplo, é uma delas. Nesta, a auditoria envolve toda a operação em atenção às normas ambientais exigidas, os riscos envolvidos e a atenção dos gestores e trabalhadores ao tema.

Em todos os casos, este tipo de auditoria permite a correção de falhas e desvios, controlando a qualidade e podendo implantar melhorias em diferentes áreas.

Diferença entre a auditoria interna e auditoria externa

A auditoria externa se diferencia da interna para os agentes que a fazem. Neste caso, é feita por profissionais do ramo e que são externos à empresa.

Em muitos casos, a auditoria externa está relacionada com a atribuição ou a continuidade de certificação para o negócio. O auditor vai à empresa e verifica se os padrões de qualidade estão presentes.

A auditoria externa também pode se relacionar com a contabilidade financeira da empresa, verificando as informações que são destinadas aos stakeholders da empresa. O mesmo serve para a verificação de irregularidades fiscais, feitas por um auditor externo.

Saiba mais sobre o que é Auditoria

Publicado em