Produto Interno Bruto - PIB

O que é o PIB?

O Produto Interno Bruto (PIB) corresponde ao conjunto de todos os bens e serviços produzidos dentro das fronteiras de uma região ou país.

Este somatório leva em conta toda a produção de um período, normalmente um ano, e o resultado pode ser objeto de análise para a situação macroeconômica do país.

Além disso, aos bens e serviços produzidos não são considerados os intermédios, que servem para produzir outros bens, ou produtos já existentes, como na venda de carros usados, por exemplo.

Quanto todo o valor do produto é dividido pela quantidade de habitantes do país ou região é conhecido como PIB per capita, que pode indicar a qualidade de vida em cada economia.

Como o PIB é medido

Para medir o PIB, é possível analisar o produto por três meios que demonstram o mesmo valor para a riqueza que foi gerada pelos agentes na economia: despesa, rendimento ou produção.

PIB medido pela despesa

Por este ponto de vista, o valor do produto é medido através de toda a despesa efetuada pelos diferentes agentes da economia, considerando:

  • C - despesa em consumo que acontece por meio das famílias;
  • G - despesa que acontece quando o Estado faz gastos públicos;
  • I - despesa com investimentos que as empresas fizeram;
  • X - despesa com exportação por meio dos estrangeiros;
  • Q - despesas com importação efetuadas pelos agentes na economia.

Por meio desta ótica relaciona-se uma grande soma de toda a despesa dentro do período analisado, como na fórmula:

PIB = C + G + I + X - Q

As importações (Q) aparecem na fórmula como uma dedução das despesas dos agentes em produtos e serviços que se originam no estrangeiro e não contam como produto do país.

PIB medido pelo rendimento

Nesta ótica se consideram os rendimentos que foram gerados e distribuídos aos agentes da economia durante o período.

Com a produção das empresas, por exemplo, fatores são remunerados e geram rendimentos por meio de salários aos trabalhadores. Por isso, são considerados neste cálculo:

  • S - rendimento por meio de salários;
  • R - rendimento por meio de arrendamentos;
  • L - rendimento de lucros;
  • J - rendimento atribuído a juros;
  • A - rendimento por meio de amortizações;
  • T - rendimento ao Estado por meio de impostos indiretos, deduzidos dos subsídios á produção (Z).

A fórmula resulta em uma soma geral de todos os rendimentos gerados no período:

PIB = S + R + L + J + A + (T - Z)

Além de se considerarem como rendimentos públicos, com a soma dos impostos indiretos o PIB passa estar a preços de mercado, considerando como a produção disponibilizada ao mercado.

PIB medido pela produção

De acordo com esta ótica, o PIB é medido diretamente pela produção dos agentes da economia que é vendida no mercado de bens e serviços.

O método de medição considera a soma de todo o valor acrescentado bruto (VAB) durante o período, mais os impostos arrecadados em vendas finais, subtraídos de subsídios concedidos:

PIB = ΣVAB + Impostos sobre produtos e serviços líquidos de subsídios

O método através do valor acrescentado permite que não haja múltipla contagem na produção e distribuição de bens, como pode ser visto no exemplo abaixo para a produção que resulta na produção de pães

Fases do processo produtivoProduto final (para mil kg)Valor acrescentado
Extração de trigoR$ 15,00R$ 15,00
Produção de farinhaR$ 33,50R$ 18,50
Produção de pãoR$ 49,00R$ 15,50
Total = R$ 49,00

Neste caso, se houvesse dupla contagem o PIB desta produção seria sobrevalorizado por um produto final que alcançariam os R$ 97,50 já que ele todo seria somado no método.

PIB nominal e PIB real

Ao se obter o valor do Produto Interno Bruto que foi medido, é possível começar a fazer análises quanto ao crescimento do produto na economia, e para isso, o estudo fica melhor com o PIB real analisado.

O PIB nominal é o valor analisado considerando os preços correntes do período calculado, sendo que, em caso de preços elevados, é possível que o produto não tenha realmente crescido.

Para isso, é preciso considerar o PIB real, que é o produto onde os preços são fixados em um ano base, e a quantidade produzida do ano atual.

A divisão do PIB nominal pelo PIB real resulta em um deflator que serve como uma opção para o valor do índice de preços do país.

Diferença entre PIB e PNB

O PIB diferencia-se do Produto Nacional Bruto (PNB) quanto ao que se considera o espaço econômico e os agentes da economia do país ou região.

Para o PIB é considerada a produção dentro do território econômico, não importando se veio de empresas multinacionais instaladas no país. 

Diferentemente, o PNB considera a produção vinda de agentes econômicos do país, mesmo para empresas de bens e serviços que estejam instaladas em outros países.

No caso do Brasil, por exemplo, o PIB quantifica a riqueza gerada por todos aqueles que residem no país, independente da nacionalidade, enquanto o PNB evidencia a riqueza gerada pelos agentes nacionais, independente de onde produzem.

PIB no Brasil

No Brasil, o Produto Interno Bruto é mensurado e divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) todos os anos.

Em 2017 o PIB brasileiro atingiu os R$ 6,558 trilhões em valores correntes, ou US$ 2,056 trilhões, enquanto o PIB per capita estava em US$ 10.888,98 segundo o Banco Mundial.