Ciências Econômicas

As ciências econômicas são responsáveis por analisar a produção, distribuição e consumo de bens e serviços. É um ramo das ciências sociais que estuda a atividade econômica em contextos de escassez de recursos.

A escassez de recursos é considerada a partir do trade-off, isto é, quando as pessoas escolhem um bem, deixam de ter outros. Esse conceito serve para os indivíduos ou qualquer grupo em situações de escolhas, como as empresas ou governo.

A partir destas situações de escolha, o economista observa as transações em um mercado, onde agentes econômicos realizam a troca de bens e serviços, pela moeda.

A Economia pode ser estudada por vários ramos diferentes, sendo a microeconomia e a macroeconomia as principais.

Enquanto a microeconomia analisa mercados individuais, de consumidores e empresas, a macroeconomia se preocupa com todos os mercados juntos, com o objetivo de entender como se comporta a economia agregada, de um país ou região.

Você pode saber mais sobre Microeconomia e Macroeconomia.

Curso de Economia e as possibilidades no mercado de trabalho

Com todos os conhecimentos sobre o mercado, mas também de todo cenário econômico, social e político, o economista produz estudos sobre a economia através de seus conhecimentos científicos. 

Os estudos científicos em economia, geralmente passa por observações e a criação de deduções sobre aquilo que é estudado. Por isso, existem economistas com diferentes formas de pensar sobre a Economia.

A partir de todas as competências adquiridas, um economista se aplica em diversas áreas, seja pelo mercado financeiro, em cargos públicos com projeções macroeconômicas, planejamento estratégico em uma empresa privada e várias outras áreas de atuação.

História da Economia

Os estudos sobre Economia iniciaram-se a partir das observações do escocês Adam Smith, em seu livro "A Riqueza das Nações". Ele foi o primeiro economista a perceber como a sociedade era integrada por um sistema de trocas de bens e serviços e como cada profissional especializado em suas atividades beneficiam outros, em um mercado.

Durante muito tempo, a ciência econômica foi considerada parte da ciência política e apenas relacionada com a busca dos indivíduos em se enriquecerem, até que, com o seu desenvolvimento, passou a ter denominação própria.

Com os avanços dos estudos da Economia passaram a fazer parte, disciplinas como a matemática e estatística, utilizadas como um auxílio na descrição das teorias econômicas.