Índice Big Mac

O Big Mac Index foi criado em 1986 pela revista britânica The Economist e compara os preços do Big Mac, produto oferecido pela empresa americana McDonald's, em diferentes países no mundo.

Este índice serve como um indicativo da Paridade do Poder de Compra (PPC) de cada um desses países usando como referência o Big Mac.

Mesmo que feito de maneira informal, este índice permite a comparação do poder de compra devido à presença da rede McDonald's em vários países do mundo.

Além disso, o estudo considera o fato deste produto ser homogêneo em todos os países em que é comercializado, considerando os custos para oferecê-lo e o preço de venda.

Índice Big Mac para o Brasil

Os resultados divulgados pela revista em 2018 apontavam que o mercado de câmbio subvalorizava o Real brasileiro em 20,1% em julho e em 3,2% em janeiro, face ao Dólar Americano.

Em 2017 foram divulgados também resultados para janeiro e julho onde era indicado uma valorização do Real em comparação ao Dólar americano em 1,1% e desvalorização de 3,7%, respectivamente.

Os resultados divulgados desde 2016 podem ser acompanhados pela tabela abaixo:

Data de divulgação Preço Big Mac no Brasil Preço Big Mac nos E.U.A Índice de equilíbrio Taxa de câmbio no período (para cada dólar) Acima/Abaixo
Julho/2019 R$ 17,50 US$ 5,74 R$ 3,05 R$ 3,81 -19,9%
Janeiro/2019 R$ 16,90 US$ 5,58 R$ 3,03 R$ 3,72 -18,6%
Julho/2018 R$ 16,90 US$ 5,51 R$ 3,07 R$ 3,84 -20,1%
Janeiro/2018 R$ 16,50 US$ 5,28 R$ 3,13 R$ 3,23 -3,2%
Julho/2017 R$ 16,50 US$ 5,30 R$ 3,11 R$ 3,23 -3,7%
Janeiro/2017 R$ 16,50 US$ 5,06 R$ 3,26 R$ 3,22 +1,1%
Julho/2016 R$ 15,50 US$ 5,04 R$ 3,08 R$ 3,24 -5,1%
Janeiro/2016 R$ 13,50 US$ 4,93 R$ 2,74 R$ 4,02 -32,0%

Como é calculado o Índice Big Mac

Para comparar o poder de compra entre países é utilizado como base o preço médio do Big Mac nos Estados Unidos, indicando qual o câmbio com outras moedas para que haja a paridade.

O índice criado pelo The Economist propõe indicar a valorização, ou a desvalorização, da moeda de cada país face ao Dólar americano ou a mesma relação entre outras economias.

Por exemplo, se um Big Mac nos Estados Unidos custa US$ 5 e no Brasil R$ 15, então a taxa de câmbio implícita é de 1 dólar para 3 reais. Comparada à taxa de câmbio real, se com 1 dólar é possível trocar por mais do que 3 reais, significa que o Real está desvalorizado frente ao Dólar.

É possível perceber que o resultado divulgado em julho de 2018 apontava que a taxa de câmbio de mercado entre Real e Dólar estava desvalorizada, já que o índice de equilíbrio apontava o valor de R$ 3,07 por dólar, enquanto o verdadeiro câmbio estava em R$ 3,84 por dólar.

Poder de Compra no Índice Big Mac

O poder de compra é o que indica a capacidade das pessoas de uma região ou país adquirirem uma conjunto de produtos e serviços. No caso deste índice, o produto utilizado é o Big Mac.

A teoria da Paridade do Poder de Compra (PPC) é o método que compara esta capacidade, entre diferentes países, cada um com a sua moeda e na mesma "cesta de produtos e serviços".

O que este estudo faz é indicar que, como a PPC, o preço do Big Mac em dólares deveria ser o mesmo em todos os lugares, considerando que é um produto quase que homogêneo, indicando qual deveria ser a taxa de câmbio ideal.

Você pode saber mais sobre Paridade do Poder de Compra (PPC).