O que é a Curva de Phillips

A curva de Phillips é um conceito econômico que diz que a inflação e o desemprego relacionam-se de maneira inversa, ou seja, com o aumento de um existe a diminuição do outro.

Essa teoria foi desenvolvida pelo economista A. W. Phillips em um de seus trabalhos em que observou essa relação na economia do Reino Unido entre 1861 e 1957.

Por se tratar de uma relação inversa entre os dois indicadores, a curva de Phillips é representada em uma forma côncava.

Conceito da curva de Phillips

Trade off entre desemprego e inflação

O conceito que envolve a curva de Phillips diz que existe um trade-off entre inflação e desemprego, ou seja, uma forte relação inversa entre os dois fatores.

A teoria que envolve a curva de Phillips é considerada válida para o curto prazo, onde a economia passa por períodos de expansão ou de recessão, enquanto há o trade-off entre inflação e desemprego.

Em expansão de curto prazo na economia, por exemplo, é possível perceber que existe a diminuição do desemprego, mas também ajustes de preços que aumenta a inflação. O contrário deve acontecer na recessão.

Já no longo prazo, a curva de Phillips ganha uma forma vertical, sendo que não é possível haver trade-off e ajustes entre os dois fatores de análise.

A curva de Phillips e a estagflação

A partir dos anos 1970 a curva de Phillips deixou de ser a teoria principal adotada para explicar a relação entre inflação e desemprego, já que muitos países passaram a ter o crescimento desses dois indicadores.

Com o aumento do desemprego e ao mesmo tempo dos preços, cenário conhecido como estagflação, essa teoria foi colocada em causa principalmente para o longo prazo.