Como abrir uma empresa

Para quem já tem uma ideia de empreendedorismo e quer colocar em prática, está no momento de começar os primeiros passos para que isso ocorra.

Por mais burocrático que possa parecer, ser um empreendedor tem se tornado mais acessível no Brasil, especialmente com o incentivo que foi criado para aqueles que se enquadram como MEI.

Além disso, existem negócios que é possível iniciar com pouco dinheiro, mas que oferecem ótimos rendimentos a quem o coloca em prática.

Como começar a montar o negócio

A primeira etapa se inicia com o planejamento financeiro, que é acompanhado pelo orçamento do investimento, onde é possível analisar a estrutura que a empresa poderá ter.

No processo do planejamento é preciso pesquisar o mercado onde se quer instalar, ou seja, o local onde o público-alvo se encontra e o negócio pode dar certo.

Através da pesquisa de mercado, o empreendedor deve mensurar o quanto é preciso para iniciar seu negócio, o quanto é preciso investir inicialmente, e o quanto terá em despesas fixas durante os primeiros períodos. Tudo isso deve ser incluído em seu orçamento, para que tudo se inicie da maneira correta.

Ao definir o capital inicial que será investido, é possível recorrer ao crédito por meio de empréstimos, desde que o negócio tenha uma boa expectativa quanto ao faturamento e que possa cobrir o valor emprestado.

Para todos estes processos é recomendável o auxílio de um contabilista, que pode ajudar nas questões financeiras, e também em todos os recursos a seguir.

Além disso, outros aspectos importantes já podem ser idealizados, como o nome da empresa, que não pode coincidir com outra marca existente, e a criação de um logotipo atraente.

Passo a passo para registrar a empresa

Para formalizar a abertura do negócio será preciso registrar a abertura da empresa. Deste modo é que os órgãos responsáveis têm conhecimento das atividades que vão ocorrer.

Para a realização destes processos será preciso reunir toda a documentação necessária para diferentes localidades. Abaixo apresentamos o passo a passo para que isto seja feito.

1. Registro em Junta Comercial ou Cartório de Registro de Pessoas Jurídicas

Este primeiro passo é o que faz "nascer" a empresa, a partir do registro feito em uma Junta Comercial ou em um Cartório de Registro de Pessoas Jurídicas do estado. É também neste local que deve ser consultada a disponibilidade no nome escolhido para a empresa.

A documentação exigida é apresentada no órgão responsável, porém um dos documentos obrigatórios, além do documento de identificação do proprietário ou sócios, é o Contrato Social.

Pelo Contrato Social são detalhadas as características das atividades que a empresa pretende realizar, bem como caracterizar a sociedade caso seja uma empresa de sócios.

Após feito o registro é gerado o NIRE (Número de identificação do Registro de Empresas), que aparece no documento entregue por meio do carimbo de aprovação.

Você pode saber mais sobre o que é o Contrato Social.

2. Inscrição de CNPJ

Com o registro feito anteriormente será gerado um NIRE, na qual deve ser utilizado para registrar a empresa como contribuinte.

Este registro deve ser feito na página da Receita Federal, seguindo os passos que são indicados no próprio site.

3. Pedido de Alvará de Funcionamento e Localização

Todos os tipos de empresas precisam deste documento, que autoriza o funcionamento do negócio.

O Alvará tem seu pedido feito na prefeitura da cidade, em uma secretaria responsável por este processo.

Para empresas que trabalham com prestações de serviços pode ser exigido um registro municipal, que pode já ter sido feito na Junta Comercial, dependendo do município.

Além do Alvará de Funcionamento, é preciso consultar outras licenças que podem ser exigidas em conjunto, como o Alvará de Proteção e Prevenção contra Incêndios pelo Corpo de Bombeiros, por exemplo.

No geral, os documentos exigidos podem ser:

4. Inscrição Estadual

A inscrição estadual é feita para se estar em dia com a recolha de ICMS para o estado, por isso, esta inscrição pode ser feita na Secretaria Estadual da Fazenda.

Existem casos em que esta inscrição acontece de modo automático ao inscrever-se no CNPJ, dependendo do estado.

A solicitação é feita pelo respectivo site da SEFAZ estadual.

5. Cadastro na Previdência Social

Antes de começar a operar as atividades, é obrigatório que seja feito um cadastro junto à Previdência Social, mesmo que o negócio não tenha a presença de funcionários.

Isso pode ocorrer em até 30 dias após o início das atividades e é por este meio que a empresa irá recolher as obrigações trabalhistas de cada funcionário.

Você pode saber mais sobre os tipos de empresas e sociedades no Brasil.

Conheça também as características de um empreendedor de sucesso.