Amortização de financiamento

Amortização é a redução do valor de uma dívida por meio de pagamentos parciais. É o processo que ocorre, por exemplo, quando um devedor paga as parcelas de um financiamento que pediu a um banco. A cada mês, o saldo devedor ficará menor, ou seja, será amortizado.

A amortização é feita sobre o chamado principal da dívida, que corresponde ao valor que foi efetivamente emprestado para o devedor. Se foi feito um financiamento de R$ 100 mil para a compra de uma casa, por exemplo, o principal da dívida será igual a esses R$ 100 mil.

As parcelas da dívida pagas periodicamente não incluem apenas a amortização do saldo devedor, mas também outros encargos, como juros e taxas.

A amortização e essas outras taxas podem ser distribuídas de forma diferente nas parcelas do financiamento. É essa diferença que é responsável pela existência de mais de um tipo de sistema de amortização de financiamentos.

Os métodos de amortização mais utilizados no Brasil são o Sistema de Amortização Constante (SAC) e a tabela Price.

Como funciona o método SAC?

O método SAC é o mais comum em financiamentos de longo prazo, sobretudo de imóveis. Por esse método, as parcelas vão diminuindo de valor conforme a dívida vai sendo paga.

Isso ocorre porque o método SAC prevê uma amortização constante, ou seja, todos os meses o devedor abate um mesmo valor do principal de sua dívida. A diferença no valor das parcelas, no entanto, ocorre por causa dos juros.

Como os juros são calculados sobre o saldo devedor, ou seja, sobre aquilo que ainda falta pagar, eles são maiores no início do financiamento do que no final. Como o principal da dívida é reduzido com a amortização constante, as parcelas vão ficando mais baratas com o passar do tempo porque os juros ficam menores.

Como funciona o método Price?

O método Price, também conhecido como sistema francês, faz com que o valor das parcelas pagas pelo devedor seja o mesmo durante toda a duração do financiamento.

É esse sistema que costuma ser utilizado, por exemplo, na compra de eletrodomésticos e de veículos no crediário.

Pelo método Price, os juros são calculados previamente e distribuídos pelas parcelas. O valor da amortização, no caso da tabela Price, não é constante: em alguns meses há uma redução maior do principal da dívida do que em outros.

O que caracteriza o método, portanto, é que a soma da amortização com os juros deverá sempre resultar em um mesmo valor de parcela.

SAC ou Price?

No caso do financiamento imobiliário, por exemplo, os bancos costumam dar a opção ao consumidor de escolher entre o método SAC e o método Price. Ter a oportunidade de escolha costuma gerar dúvidas sobre qual desses sistemas é o mais vantajoso.

A amortização pelo método SAC resulta em um gasto menor com juros no final do parcelamento, sendo por esse motivo considerada a mais vantajosa no longo prazo.

Entretanto, as parcelas iniciais desse tipo de financiamento costumam ser maiores do que as da tabela Price, por isso é preciso ter em conta se o consumidor tem fôlego financeiro para arcar com esse gasto maior nos primeiros meses de pagamentos.

Você também pode ter interesse em Amortização na contabilidade e Hipoteca.