Globalização Econômica: o que é, características e efeitos na economia

O que é Globalização Econômica?

A globalização como a conhecemos pode ser vista em diferentes dimensões. Podemos encontrar este efeito relacionado a aspectos econômicos, ambientais, socioculturais, entre outros.

No contexto econômico a globalização se refere à crescente relação entre as economias no mundo. Este processo acaba por envolver todo o comércio de produtos e serviços, o fluxo de capitais e a disseminação de tecnologias, fundamentais para o desenvolvimento econômico atual.

Suas principais vantagens estão relacionadas ao avanço das economias nos últimos anos, principalmente após 1989 com a abertura dos países soviéticos. Entretanto, esta maior relação entre países permite que crises se propaguem com maior intensidade quando ocorrem.

Características da globalização econômica

As economias são consideradas globalizadas através da relação entre mercados. Isto acontece com a interação entre vendedores e consumidores de localidades diferentes, por meio do comércio.

Para que esta relação aconteça, a eliminação de barreiras ao comércio é uma das características principais da economia globalizada. A extinção de tarifas alfandegárias é um dos exemplos deste processo.

A interação entre os mercados permite reduzir diferenças nos preços dos bens transacionados, já que os consumidores daquele local passam a contar com a economia mundial como mercado.

Outra das características da globalização que vai além do campo econômico é a desterritorialização, que acontece por conta das interações entre pessoas de diferentes localidades.

Vantagens e desvantagens da globalização econômica

O processo de globalização tem como uma das principais vantagens a troca de conhecimentos que promovem o avanço tecnológico. Este desenvolvimento é permitido pela maior interação entre pessoas e instituições no mundo.

Uma das principais ferramentas que impulsionam o comércio entre nações vem com a redução dos custos de transporte. Movimentar mercadorias e pessoas a custos cada vez menores permite incentivar a globalização e a redução de preços aos consumidores.

Porém, a globalização também é movimentada pelo capitalismo. A integração crescente entre mercados faz com que países compartilhem crises econômicas. Exemplo disto ocorreu em 2008, com origem no mercado imobiliário norte-americano.

Pontos positivos

  • Acesso a produtos que não são produzidos no território;
  • Mercados mais competitivos e inflação bem controlada;
  • Maior fluxo de capitais e investimentos entre os países;
  • Incentivo ao desenvolvimento tecnológico;
  • Com maior interação entre pessoas, é possível desenvolver setores no país, como o do turismo.

Pontos negativos

  • Maior propagação de crises financeiras e econômicas;
  • Alguns setores da economia podem não se adequar à competição e elevar o desemprego no país;
  • Em países em desenvolvimento, pode ser difícil o investimento em novas indústrias que já existam em países desenvolvidos com custos reduzidos e com melhor tecnologia;
  • Em países de pequena dimensão, a entrada de multinacionais pode afetar produtores menores, criando monopólios na economia;
  • Exploração de matéria-prima e mão de obra barata de empresas de países desenvolvidos nos mais pobres.

Contexto histórico da globalização

Globalização é um termo utilizado para caracterizar mudanças socioeconômicas que ocorre há muitos anos. O tema já era um dos principais no debate da ciência econômica no século XIX.

Na época, com ênfase no comércio internacional, a globalização e o comércio entre países passaram a ter reconhecimento no crescimento das economias. A ideia envolvia a modernização através de uma maior integração no mundo.

Antes de se tornar um conceito, a globalização já dava sinais por meio do comércio. Um exemplo vem do mundo Ocidental do século XV ao investir em expansão ultramarina na procura de outros produtos que não encontravam em território próprio.

Sendo assim, a troca por produtos que não se encontrava no país, muitas vezes por não ser a especialidade local, foi um dos impulsionadores à globalização e ao comércio.

A maior interação entre países se intensificou posteriormente a eventos como a Revolução Industrial. Antes disso o mundo Ocidental ainda se confrontava com medidas protecionistas do Mercantilismo, contrárias à globalização.

O final de uma era mais globalizada se dá com o início da Primeira Guerra Mundial no início do século XX. Desde então, posteriormente com a Segunda Guerra ou com a Guerra Fria, grande parte do comércio mundial se reduz.

Entretanto, desde os anos 1940 a criação de instituições intergovernamentais tem fomentado a globalização. Exemplos disto foram os Acordos de Bretton Woods e a criação do GATT (Acordo Geral de Tarifas e Comércio, atualmente a OMC).

Após os anos 1990 passou a estar associada à inovação tecnológica promovida pelo desenvolvimento. Porém, como foi visto este processo já teve os seus períodos de alta e baixa.

Saiba o que é globalização: origens, pontos positivos e negativos Globalização Econômica: o que é, características e efeitos na economia Globalização no Brasil